“Nós já estávamos acompanhando ele, porque já tinha a confirmação de que era o autor. Representei ao Poder Judiciário pela prisão dele e assim que saiu o mandado, fomos lá cumprir. Ele confessou o crime, disse que estava tendo problema durante o relacionamento, acreditava que estava sendo traído pela mulher e alega que no momento do crime teve um surto, pegou a faca e matou ela, mas não recorda como foi”, afirmou o delegado.

No dia do crime, o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) informou que Silva invadiu o apartamento da vítima e desferido os golpes contra ela. Em seguida, equipes da Polícia Militar e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foram acionadas, mas a mulher já estava sem vida.

Enquanto a polícia fazia a perícia, o suspeito chegou a ligar para a irmã da vítima para saber como Maria estava. Na ligação, ele justificou o crime para a cunhada dizendo que agiu porque estaria sendo traído pela mulher.

O delegado informou que a faca usada no crime também foi apreendida pela polícia na quinta (7) após o suspeito informar a localização. Segundo ele, Silva deve ser encaminhado ao Presídio Francisco D’Oliveira Conde nesta sexta-feira (8), após passar por audiência de custódia.

Fonte: Grupo JBR

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Aos 89 anos esse senhor já doou suas plaquetas mais de 700 vezes

Sherman Hirsch de 89 anos,morador de Nebrasca, EUA, diz que já doou suas plaquetas mais de…