Essa é sua matéria grátis do dia. Assine agora e tenha acesso ilimitado.R$ 0,99 no 1º mês

Famílias em situação de vulnerabilidade e que tenham filhos matriculados em escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) dos bairros Capão Raso, Fanny, Lindoia, Novo Mundo e Pinheirinho, de Curitiba, vão receber um crédito de R$ 70 para a compra de alimentos. O vale pago pela Prefeitura de Curitiba foi adotado para compensar a falta da merenda escolar por causa da suspensão das aulas durante a pandemia da novo coronavírus. Os recursos começaram a ser disponibilizados nesta terça-feira (7).

O benefício atende quem é cadastrado no programa Bolsa Família. Ao todo cerca de 820 famílias atendidas pela regional Pinheirinho têm direito ao vale. Os créditos poderão ser trocados por alimentos nos Armazéns da Família que estão funcionando na região: o do Pinheirinho – ao lado do terminal, o do Capão Raso e o Maria Angélica.

Os Armazéns da Família atendem de terça a sexta-feira, das 8h45 às 17h45, e aos sábados, das 8h30 às 13h.  Além destes locais as famílias também poderão fazer suas compras em mais 30 lojas distribuídas na cidade.

Como fazer

Para receber o crédito de R$ 70, o responsável da família deverá ir a uma das lojas do Armazém da Família com o seu CPF e carteira de identidade. Se o responsável não puder fazer a compra, outro membro da família poderá fazer em seu nome. Para isto, deve levar documentos pessoais e do responsável da família, além de assinar um termo de recebimento do benefício. O crédito de R$ 70 tem validade até o fim deste mês.

Quem recebe?

Para ter direito ao benefício, a família precisa ter filhos em escolas municipais, CMEIs ou Centros de Educação Infantil (CEIs) contratados, e que, comprovadamente, estejam cadastradas no Programa Bolsa Família.

O responsável deverá levar o CPF ou a carteira de identidade. Também precisa ter o nome do estudante matriculado e nome da instituição de ensino, para conferência dos dados.

Fonte: Gazeta do Povo

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Internada em hospital, grávida tem “encontro” com marido pela janela

No dia 23 de março, Shona Moeller, uma moradora de Chicago, nos EUA, teve a sua bolsa amni…