Quer receber as principais notícias do Portal de Notícias Online pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Foto: TV/Reprodução

Foto: TV/Reprodução

Meia hora depois do juiz Danilo Pereira Júnior determinar a sua soltura após um ano e sete meses preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a Polícia Federal, em Curitiba, às 17h45 desta sexta-feira (8). Ele foi cercado por militantes, posou para fotos e fez seu esperado pronunciamento público.

Leia também:
AO VIVO: Acompanhe a saída do ex-presidente Lula da PF em Curitiba
STF decide sobre 2ª instância e abre caminho para a soltura de Lula
Advogados pedirão soltura de Lula e PT prepara agenda política
Além de Lula, mais 12 condenados da Lava Jato já podem sair da cadeia

“Eu não pensei que no dia de hoje eu poderia estar aqui conversando com homens e mulheres que durante 580 dias gritaram ‘bom dia, Lula, boa tarde, Lula, boa noite, Lula’. Não importa se estivesse chovendo, fazendo 40 graus ou zero grau. Vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir”, disse entre barulho de fogos de artifício.

Foto: Eduardo Matysiak/ Mídia Ninja

Foto: Eduardo Matysiak/ Mídia Ninja

“Quero que vocês saibam, que além de continuar lutando pela vida do povo brasileiro, o lado da Polícia Federal mentiroso, o Moro e o TRF-4 têm que saber que eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia.”

“Se pegar o Dallagnol, o Moro e alguns delegados que participaram desse inquérito contra mim, se bater no liquidificador o que sobrar não é 10% da minha honestidade”, disse Lula sobre o procurador e o juiz (hoje ministro da Justiça) que lideraram a Operação Lava Jato.

Foto: Twitter/Mídia Ninja/Reprodução

Foto: Twitter/Mídia Ninja/Reprodução

Ele afirmou que vai viajar a São Paulo e que pretende fazer em outro um dia um “pronunciamento à nação”. Ele se despediu da militância às 18h12 e saiu com a namorada, a socióloga Rosangela da Silva, que ganhou um beijo na boca.

Lula estava preso desde 7 de abril do ano passado pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato.

A liberdade do ex-presidente foi proferida após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida sexta-feira (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.

Fonte: OP9

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Vídeo mostra frieza de homem ao matar mulher por causa de R$ 1

Publicidade  Da redaçã[email protected] Uma mulher em situação de rua foi assassinada…