Quer receber as principais notícias do Portal de Notícias Online pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

A Polícia Civil do município de Gravataí, no Rio Grande Sul, está investigando um caso bizarro registrado no cemitério local. O túmulo de uma mulher de 49 anos, que havia sido enterrada no domingo (10), foi violado. Familiares encontraram o corpo dela seminu e há a hipótese de necrofilia – distúrbio sexual que tem os cadáveres como objeto de excitação.

“Retiraram o corpo, levaram a uma área verde que pertence à prefeitura e, pelos sinais, há indicativo de que possa ter sofrido algum ato com conotação sexual. Vamos pedir ao IGP (Instituto Geral de Perícias) para complementar os indicativos iniciais”, revelou o delegado Márcio Zachello, em entrevista ao portal ‘G1’.

Jaqueline Veras, irmã da vítima, revela que a mulher sofreu uma insuficiência respiratória no último sábado (9) e morreu no mesmo dia. Ela conta que quando a família foi acionada sobre a violação do túmulo, através de uma ligação anônima, eles chegaram a ter esperanças de que a falecida pudesse ter sobrevivido de alguma forma e fugido da cova.

“Fomos todos correndo para o cemitério. Perguntei se sabiam de alguma coisa, e o guarda disse que não. Saí do carro e, em vez de ir na lápide dela, fui em outra, errada. Pensei: ‘mentira, ninguém mexeu’. Mas meu irmão disse que era outro [túmulo] e, quando cheguei, o corpo não estava dentro do caixão. Estava tudo quebrado”, descreveu ela para o ‘G1’.

Ela completou: “Quem sabe teria saído, sobrevivido? Na hora, foi uma coisa apavorante. Umas quatro quadras de lápides depois, tinha uma roupa pendurada, e lembrei que era a saia que tinha colocado nela. Fui um pouco [adiante] e vi o corpo dela”.

Veja também:
Filhos da Pátria: série da Globo traz referências a Bolsonaro, Dilma e mais

A irmã da vítima disse, ainda: “Não tinha nada para roubar. Foi violação e abuso. Pensei que tinha ressuscitado. Quando vimos a roupa, que caímos na real, e soubemos que tinham pegado para abusar”.

O delegado explica que a polícia ainda não tem nenhum suspeito pelo crime, mas Jaqueline tem suas próprias teorias: “A gente achou um pouco estranho porque o caixão ficou acima da terra. Colocaram pouca terra, bem ralinho”, contou ela.

Fonte: Feed Club

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Bizarro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Marido de Paulo Gustavo mostra foto rara de um de seus gêmeos

O marido de Paulo Gustavo mostrou um dos gêmeos do casal em foto rara O dermatologista Tha…