Quer receber as principais notícias do Portal de Notícias Online pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

O médium João de Deus foi denunciado por estupro de vulnerável contra quatro mulheres, nesta segunda-feira (2). Esta foi a 11ª denuncia contra o médium, preso há quase um ano.

Os crimes são todos durante atendimentos espirituais em Abadiânia, próximo ao DF. As vítimas são do Rio Grande do Sul, Bahia e Distrito Federal, com idades entre 25 e 40 anos na época dos crimes.

A denúncia conta ainda com o depoimento de outras sete mulheres que afirmaram ser vítimas, mas os crimes já prescreveram.

Junto a denúncia foi feito um novo pedido de prisão contra o João de Deus. O Ministério Público informou que 319 pessoas já procuraram o órgão e disseram ter sido vítimas do acusado, sendo que destas, 194 formalizaram um procedimento contra ele.

Com essa denúncia, o MP já soma 57 vítimas de João de Deus, cujo casos não prescreveram. Outras 87 mulheres são testemunhas dos casos, pois os crimes já prescreveram.

Preso desde 16 dezembro de 2018, João de Deus sempre negou que tivesse abusado sexualmente de mulheres e adolescentes que o procuravam na Casa Dom Inácio de Loyola para atendimentos espirituais.

Em março, o acusado foi levado para um hospital de Goiânia, onde ficou mais de dois meses internado com um aneurisma no abdômen. Por determinação da Justiça, voltou ao presídio em 6 de junho, onde está desde então.


Você pode gostar

Fonte: Grupo JBR

Artigos relacionados
Carregar mais por redação
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Marido de Paulo Gustavo mostra foto rara de um de seus gêmeos

O marido de Paulo Gustavo mostrou um dos gêmeos do casal em foto rara O dermatologista Tha…